Ciência ajuda a derrubar seis mitos sobre o açúcar

Considerado um vilão por muitos que buscam uma alimentação saudável, o açúcar pode não fazer tão mal ao organismo quanto se imagina. Sua constituição química não seria capaz de explicar a má fama. Afinal, trata-se de uma forma solúvel de carboidrato – uma molécula composta de átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. A má fama decorre principalmente do fato de ser uma substância deliciosa que, quando consumida em excesso, prejudica a saúde. Ou seja, o segredo seria o consumo moderado. O Medical News Today recorreu a estudos e especialistas para derrubar seis mitos sobre o açúcar:

  • Açúcar vicia: Sim, alguns cientistas acreditam que o açúcar vicia, mas em geral com base em estudos realizados com animais. O especialista em neuropsicofarmacologia David Nutt, professor do Imperial College London, afirma: “Não há atualmente evidência científica de que o açúcar é viciante, embora saibamos que tem efeitos psicológicos, inclusive produzindo prazer, e estes são quase certamente mediados via sistemas de recompensa do cérebro.” Já o professor da Escola de Psicologia da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, Dominic Dwyer diz que comportamentos semelhantes a vício em açúcar e outros alimentos “estão presentes apenas em uma minoria de indivíduos obesos”. Mas acrescenta: “Porém, devemos nos lembrar que o açúcar pode levar ao consumo exagerado de alimentos por seu potencial semelhante ao vício.”
  • Açúcar torna as crianças hiperativas: Não há nenhuma evidência científica de que o açúcar possa causar hiperatividade na grande maioria das crianças. Uma meta-análise (técnica que integra resultados de vários  estudos) realizada em 1995 concluiu que “o açúcar não afeta o comportamento ou desempenho cognitivo de crianças”.
  • Açúcar causa diabetes: Não há uma ligação direta entre açúcar e diabetes. A confusão decorre da intrínseca associação entre o nível de açúcar no sangue e a diabetes. A questão, porém, é um pouco mais complicada. O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para diabetes do tipo 2, e o consumo de muito açúcar aumenta a probabilidade de sobrepeso e obesidade. Mas o açúcar não é causa direta da diabetes.
  • Evite comer frutas ao fazer dieta: Isso é mito, concordam os especialistas. As frutas contêm substâncias saudáveis, como vitaminas, sais minerais e fibra, e seu consumo está associado a benefícios à saúde. Retirá-las da dieta seria um erro.
  • Devemos eliminar o açúcar da dieta: Como sabemos que o açúcar em excesso faz mal à saúde, faz sentido reduzir a ingestão, mas não removê-lo completamente da dieta. Afinal, frutas têm açúcar e fazem bem à saúde. A chave é a moderação.
  • Açúcar causa câncer: Há suspeitas, mas a maioria dos especialistas não acredita que o açúcar cause diretamente câncer ou facilite sua disseminação. Células de câncer se dividem rapidamente, o que significa que precisam de muita energia, algo que o açúcar disponibiliza. Talvez seja essa a origem do mito. Mas todas as células precisam de açúcar, e as de câncer precisam também de outros nutrientes para sobreviverem. Sabe-se, porém, que açúcar em excesso causa obesidade, que é um fator de risco para câncer. Além disso, alguns estudos já associaram ingestão de açúcar a maior risco de câncer.