A perda de forma física quando paramos de malhar

Você provavelmente já ouviu algum especialista falar da importância de manter uma regularidade ao praticar exercícios físicos. E quem é que nunca ficou com músculos doloridos ao voltar a malhar depois de passar um período longo sem se exercitar? Mas quanto tempo leva para uma pessoa ficar fora de forma depois que interrompe uma rotina de atividades físicas?

Dois especialistas se dispõem a responder a essa pergunta. Dan Gordon, professor de fisiologia da Anglia Ruskin University, no Reino Unido, e Justin Roberts, professor de saúde e nutrição na mesma universidade, afirmam que a boa forma física é perdida rapidamente. Em artigo para o site de notícias acadêmicas The Conversation, reproduzido pela BBC, eles explicam o motivo.

Para entender por que isso acontece, é preciso entender como conseguimos entrar em forma, que é o que acontece quando melhoramos o nosso condicionamento vascular e a nossa força muscular, dizem eles. O esforço para entrar em forma torna o corpo mais tolerante às exigências, aumentando a nossa resistência física.

O tempo para entrar em forma depende de fatores como condicionamento físico, idade e intensidade do treino. Calor e poluição também podem ter influência. Estudos indicam que seis sessões de exercícios com intervalos são suficientes para melhorar o condicionamento físico, lembram os dois professores.

Já o tempo para sair de forma pode ser mais curto, mas também depende de fatores como o tipo de condicionamento que adquirimos. Segundo os autores do artigo, mesmo que treine cinco ou seis dias por semana e pratique corrida há quinze anos, um maratonista pode levar apenas algumas semanas para ficar fora de forma. Sua capacidade cardiorrespiratória diminui aos poucos, mas se mantém acima da média.

Para uma pessoa comum que pratica corrida, porém, a queda da capacidade respiratória é mais drástica. O ritmo dessa queda é mais ou menos o mesmo registrado no maratonista, mas em menos de oito semanas a capacidade respiratória volta a ser a mesma que a pessoa tinha antes de começar a se exercitar.

 

EM 48 HORAS, JÁ COMEÇAMOS A PERDER  FORÇA

No caso dos exercícios de força, doze semanas sem treinamento, em média, seriam suficientes para causar uma redução significativa da quantidade de peso que uma pessoa consegue levantar. Pesquisas indicam que um pouco dessa força se mantém, afirmam os professores, mas o curioso é que as fibras musculares diminuem muito pouco de tamanho.

Sem os exercícios de força, os músculos se tornam preguiçosos e o número de fibras musculares diminui. Perdemos força porque deixamos de pressionar os músculos. Com duas semanas sem treinamento, o número de fibras diminui em média 13%, mas não se perde força muscular, afirmam os especialistas.

Segundo eles, isso sugere que a perda de força muscular ocorrida durante longos períodos sem exercício decorre tanto dessa diminuição inicial na quantidade de fibras musculares, como da diminuição mais lenta de massa muscular.

Com apenas 48 horas de interrupção dos exercícios já estaríamos começando a perder o condicionamento cardiovascular e a força. Mas, no caso do condicionamento cardiovascular, só comeríamos a perceber os efeitos duas ou três semanas depois. Já a perda de força muscular seria percebida seis a dez semanas depois.

No fim das contas, dizem os especialistas, quanto mais em forma você estiver, mais lentamente perderá o que ganhou.