Alimentos para uma dieta vegana saudável e econômica

Uma boa alimentação não exige uma dieta complexa. Também não é preciso gastar muito dinheiro. Apresentamos aqui 24 alimentos típicos de uma dieta vegana que são nutritivos, simples e facilmente encontrados a preços acessíveis. Todos eles são capazes de tornar sua vida mais saudável:

  • Arroz integral: Contém vitaminas do complexo B e manganês. E pode contribuir para reduzir o colesterol.
  • Aveia: Considerada um dos melhores alimentos veganos. É rica em nutrientes como manganês, fósforo, ferro e vitaminas B1 e B5.
  • Banana: Fonte de fibras e vitaminas B6 e C. Estudos indicam que é benéfica à pressão sanguínea e à saúde cardíaca.
  • Batata: A maioria dos nutrientes está na casca. É rica em amido resistente, que favorece a digestão. Tem também antioxidantes flavonoides, carotenoides e ácidos fenólicos, que oferecem proteção contra radicais livres. A batata roxa tem mais antioxidantes.
  • Batata-doce: É considerada um superalimento. Possui vitaminas A e E, manganês, potássio e antioxidantes. A variedade alaranjada é rica em betacaroteno, um antioxidante que faz bem aos olhos e à pele.
  • Beterraba: Possui fibras, vitaminas B9 e C, manganês, potássio e ferro.
  • Brócolis: Rico em vitamina C e fibras. Estudos indicam que oferece proteção contra o câncer.
  • Cenoura: Boa fonte de nutrientes como betacaroteno, alfacaroteno, biotina, vitamina K1 e potássio.
  • Cevada: É fonte de fibras, molibdênio, manganês, selênio e vitamina B1. A cevada descascada tem mais nutrientes do que a perolada.
  • Couve-flor: Rica em vitaminas C, K e B6. Contém também glucosinolatos, isotiocianatos, carotenoides e flavonoides.
  • Feijão: Os tipos de feijão são vários, mas todos eles costumam ser ricos em aminoácidos, proteínas e fibras.
  • Laranja: Rica em fibras, vitamina C, tiamina, folato e antioxidantes.
  • Lentilha: É fonte de proteínas, vitaminas do complexo B, ferro e fibras. Diversos tipos são encontrados no mercado, sendo a seca mais barata.
  • Maçã: Rica em vitamina C e fibras. A casca concentra a maior parte das fibras e polifenóis de efeito antioxidante.
  • Macarrão de arroz: Sua massa é composta apenas de farinha de arroz e água. Contém carboidratos com baixo teor de gordura e um pouco de manganês e selênio.
  • Macarrão integral: É fonte de carboidratos, vitaminas e minerais como cobre e selênio.
  • Pão integral: Contém fibras e proteínas, dependendo da marca. Evite aqueles que incluem farinha de trigo branca.
  • Pasta de amendoim: É fonte dos três macronutrientes: carboidrato, proteína e gordura. Contém também vitaminas E, B3 e B6. Em geral, a pasta é pouco processada. Evite as marcas que adicionam óleo e açúcar.
  • Pera: Contém potássio, cobre e um pouco de folato, provitamina A e niacina. Os polifenóis estão na casca.
  • Pipoca: Contém fibras e é um alimento de baixa caloria. Deve ser preparada sem uso de gorduras.
  • Repolho: É uma boa fonte de vitaminas K, C, B6 e B9, bem como de manganês, cálcio e potássio.
  • Semente de abóbora: É uma potência de nutrientes. Contém proteínas, ômega 6, manganês, magnésio, zinco, antioxidantes e vitamina E.
  • Semente de girassol: Crua, pode substituir nozes mais caras – como a castanha-de-caju – no preparo de molhos e queijos vegetais. Fonte de vitamina E e selênio, pode ajudar a reduzir a pressão arterial, o colesterol e a glicose sanguínea.
  • Tofu: Feito de leite de soja, possui proteínas, ferro e todos os aminoácidos considerados essenciais. É encontrado em diversas variedades, todas elas benéficas à saúde.

Fonte: Veganbusiness.