Divulgação no TikTok faz venda de livros disparar

Com a popularidade em alta, o TikTok deixou de ser apenas um aplicativo de dancinhas, piadas e entretenimento para se tornar responsável por um aumento na venda de livros, por influência dos booktokers. É assim que são chamados os criadores de conteúdo que usam a plataforma para falar sobre suas experiências literárias e compartilhar leituras com seus seguidores.

Os vídeos no TikTok podem durar de quinze segundos a três minutos. Mostram desde esquetes cômicos a receitas culinárias, danças e, agora, recomendações de livros. Os criadores desses conteúdos literários choram ao ler epílogos comoventes, apresentam listas de favoritos, narram montanhas-russas de emoções e transmitem o impacto da leitura a um público essencialmente jovem.

Com a disseminação dos booktokers, livros lançados anos atrás voltaram a ser vendidos em quantidade. E. Lockhart, autora de histórias juvenis, pôde sentir na própria pele o poder de influência da plataforma. Lançado em 2014, seu livro Mentirosos entrou recentemente para a lista geral de mais vendidos. Em uma única semana, foram vendidos mais de 1.100 exemplares.

Para a paulista Eduarda Bressan, uma jovem de 15 anos apaixonada por livros, os booktokers vieram para ficar. Ela afirma ao R.evolution Club que eles ganham fama “não só por indicarem livros muito bons, mas por causarem uma espécie de identificação”. E dá um exemplo do que acontece: “O seguidor vê uma pessoa falando ‘Ai, meu Deus, acabei de comprar mais livros e ainda preciso terminar de ler os que estão na minha estante!’. Ele se identifica com aquilo e acaba compartilhando.”

 

FERRAMENTA PARA INCENTIVAR A LEITURA

Eduarda diz que o TikTok a influenciou a ler com mais frequência e explorar novos gêneros. Como os booktokers comentam sobre leituras diversas, isso despertou nela uma curiosidade para se aventurar em novos territórios literários.

“E a gente está em um país onde a média de leitura anual é muito baixa”, observa a jovem. “São cerca de quatro livros por habitante, sendo que apenas dois são lidos até o final. Então eu vejo o TikTok como uma ferramenta para aumentar essa média de leitura, para aumentar o conhecimento de uma forma descontraída.”

Para Eduarda, “não existem pessoas que não gostam de ler, mas sim pessoas que não encontraram o tipo de livro que realmente gostam de ler”. Ela conta que os booktokers formam grupos de promoção de livros que facilitam as condições de compra. “Eles estão tentando tornar os livros mais acessíveis, porque existem todas as classes sociais de leitores no TikTok. Então estão realmente tentando ajudar.”

As inovações no uso do TikTok mostram a  importância de olhar com outras lentes o que está à nossa volta. E a plataforma tem exibido cada vez mais conteúdos que podem servir à educação de jovens e adultos.

 Sophia M.A.C., criadora de conteúdo e podcaster.