Mindfulness e a reversão do estresse no DNA

Intervenções de mente e corpo como meditação, yoga e Tai-Chi são conhecidas e popularizadas pelo seu poder de relaxamento, sendo adotadas em ambientes de trabalho, como terapia e como prática regular. Estudos porém comprovam que esses benefícios vão além da nossa capacidade média de percepção: essas práticas podem “reverter” as reações moleculares em nosso DNA que causam problemas de saúde correlacionados ao estresse, atuando num nível muito mais profundo.

Quando uma pessoa é exposta a um evento estressante, seu sistema nervoso simpático (SNS) é acionado, aumentando a produção de uma molécula chamada fator nuclear kappa B (NF-kB) que regula como nossos genes são expressos.

A NF-kB traduz o estresse ativando genes para produzir proteínas chamadas citocinas que causam inflamação no nível celular; uma reação que é útil como uma reação de curta duração, mas se persistente leva a um maior risco de desenvolvimento de câncer, acelera o envelhecimento e contribui para transtornos psiquiátricos como a depressão.

De acordo com um estudo recente, no entanto, pessoas que adotam práticas de mente e corpo exibem o efeito oposto, com a diminuição na produção de NF-kB e citocinas, levando a uma reversão do padrão de expressão gênica pró-inflamatória e uma redução no risco de doenças e condições relacionadas.

O efeito inflamatório das citocinas desempenhou um papel importante na pré-história de caçadores-coletores da humanidade, quando havia um risco maior de infecção e morte por eventos violentos. Na sociedade de hoje, no entanto, onde o estresse é cada vez mais psicológico e muitas vezes a longo prazo, a expressão gênica pró-inflamatória pode ser persistente e, portanto, mais propensa a causar problemas psiquiátricos e médicos.

A investigadora principal, Ivana Buric, do Laboratório de Cérebro, Crença e Comportamento do Centro de Psicologia, Comportamento e Conquista da Universidade de Coventry disse:

“Milhões de pessoas em todo o mundo já desfrutam dos benefícios para a saúde de intervenções mente e corpo como yoga ou meditação, mas o que talvez não percebam é que esses benefícios começam em um nível molecular e podem mudar a forma como nosso código genético funciona.”

“Essas atividades estão deixando o que chamamos de uma assinatura molecular em nossas células, que reverte o efeito que o estresse ou a ansiedade teriam no corpo alterando a forma como nossos genes são expressos. Simplificando, as intervenções de mente e corpo fazem o cérebro conduzir nossos processos de DNA para um caminho que melhora o nosso bem-estar.”

“É preciso fazer mais para entender esses efeitos em maior profundidade, por exemplo, como eles se comparam a outras intervenções saudáveis ​​como exercícios ou nutrição. Mas essa é uma base importante para ajudar os futuros pesquisadores a explorar os benefícios da mente-corpo cada vez mais popular.”

Fonte: https://www.coventry.ac.uk/primary-news/meditation-and-yoga-can-reverse-dna-reactions-which-cause-stress-new-study-suggests-/