Forças de caráter: conhecimento para uma vida mais feliz

“Olhe dentro de você: há uma fonte de força que sempre jorrará cada vez que você olhar ali.” Marco Aurélio, imperador romano (121 d.C-180 d.C).

As virtudes sempre estiveram presentes na filosofia, na teologia, na psicologia, na ética, na educação moral e dentro de nós. Para Aristóteles, viver bem é agir bem. Para Platão, as virtudes são um conjunto de características que contribuem para que os indivíduos tenham uma boa vida. Apesar de as notícias e o cenário político atual parecerem ignorar a vida virtuosa, as forças e virtudes seguem dentro de nós como um guia para a ação correta em cada caso.

O que talvez você ainda não saiba é que essas qualidades humanas são objeto de um movimento científico chamado psicologia positiva, que estuda as virtudes, as forças de caráter e sua relação com a felicidade, ajudando as pessoas a identificar e aplicar suas forças de caráter em diversas áreas da vida –  relacionamentos, trabalho, criação de filhos, objetivos – para serem mais felizes. O cultivo das forças e virtudes é essencial para a construção do bem-estar e para o florescimento humano.

Agora você pode estar se perguntando o que são forças de caráter. As 24 forças de caráter são características positivas da sua personalidade que refletem a forma como você pensa, sente e age. Incluem bravura, gratidão, persistência, perspectiva, prudência, humildade, honestidade, liderança, espiritualidade, integridade, curiosidade, criatividade, amor, bondade, inteligência social e perdão.

 

LINGUAGEM PARA O AUTOCONHECIMENTO

A utilização dessas forças eleva o seu bem-estar e sua conexão com os outros, melhoram seu desempenho e contribuem para o bem comum. Elas são o caminho mais fácil para as seis virtudes: sabedoria, coragem, humanidade, temperança, justiça e transcendência.

Como grupo, as 24 forças de caráter são uma linguagem comum que serve como um guia para as pessoas se conhecerem pelo que têm de melhor. Essa linguagem é resultado de um projeto de três anos que contou com a dedicação de mais de 55 cientistas liderados pelos psicólogos americanos Martim Seligman e Christopher Peterson. O projeto envolveu uma revisão histórica e análise do tópico do caráter nos campos de filosofia, ética das virtudes, educação moral, psicologia e teologia ao longo dos últimos 2.500 anos.

Todos nós possuímos as 24 forças, mas cada um possui uma combinação única delas. As forças são expressas em graus. O quanto da força da curiosidade você está demonstrando agora? Elas são situacionais, ou seja, podem ser utilizadas dependendo da situação. E a utilização de cada uma envolve outras. Quando usamos a bondade, por exemplo, acabamos envolvendo a compaixão.

 

BEM-ESTAR E SENSO DE PROPÓSITO

As forças de caráter são expressas em combinação umas com as outras. É difícil ser criativo sem um nível de curiosidade, ou ser bondoso sem expressar amor. O trabalho com as forças é sobre ser e fazer: elas são essenciais para compreendermos quem somos e entrarmos em ação. São fonte inesgotável de felicidade e realização. Conectam-nos ao bem-estar e ao senso de propósito. Quando as empregamos em nossas realizações, sentimos que estamos vivendo nossa melhor versão.

São como nossos superpoderes. Vivem dentro de cada um de nós como um tesouro escondido. Por algum motivo, não tínhamos acesso a ele. Ou por desconhecê-lo ou por não compreendermos o poder que carregamos.

Para conhecer suas forças de caráter, você pode fazer o teste do Via Institute on Character em eumaisfeliz. O teste é gratuito. Use suas forças a seu favor e desenvolva um campo de consciência para ser o que você sempre foi, mas de maneira não revelada.

Juliana Carneiro é jornalista e especialista em psicologia positiva, felicidade e bem-estar. Oferece a oficina Forças em Ação e mantém o blog Eu+Feliz.