Empresa lança robô para fazer companhia a crianças

Seu filho ou alguma criança que você conhece tem ficado muito sozinho por causa do isolamento imposto pela pandemia? Você seria capaz de lhe dar um robô para conversar com ele? Por US$ 1.500 isso é possível. Esse é o preço pelo qual está sendo vendido Moxie, um robozinho com jeito de personagem de desenho animado que promete ser “uma companhia revolucionária para o aprendizado social-emocional” de crianças com idade entre 5 e 10 anos.

A novidade foi lançada pela empresa de tecnologia californiana Embodied, que descreve a função de Moxie como sendo apoiar os pais e permitir às crianças desenvolver habilidades que “promovem confiança e resiliência”. Ou seja, é mais que um brinquedo. “Moxie é o mais avançado robô conversador com atividades baseadas em brincadeiras, criado por especialistas em desenvolvimento infantil”, explica a empresa em seu site.

A Embodied afirma ainda: “Durante um momento sem precedentes de aprendizado remoto e maior isolamento devido à pandemia, Moxie ajuda as crianças a praticar habilidades sociais em casa.” A missão do robô, define, é “aprender a ser um bom amigo de humanos”. Para a criança, acrescenta, é uma oportunidade de desenvolver habilidades de relacionamento, habilidades emocionais, autoconfiança, pensamento crítico e criatividade. E, não menos importante, é uma maneira de mantê-la longe das telas.

Moxie tem olhos grandes e quase quarenta centímetros de altura. Fala com voz de criança e tem sua própria trilha sonora, com delicados sons de teclado que lembram uma caixinha de música. Faz movimentos de 360 graus sobre a base, ergue os braços, curva o pescoço e a barriga. Uma barra no peito indica o tempo de vida de sua bateria.

Segundo seus criadores, Moxie pode aprender mais sobre a criança com o passar do tempo, personalizando seu conteúdo de modo a ajudá-la em objetivos de aprendizado. Ele também seria capaz de reconhecer pessoas, lugares e coisas, criando uma sensação de confiança e empatia com o usuário e incentivando seu envolvimento.

 

APLICATIVO PERMITE AOS PAIS ACOMPANHAR ATIVIDADES DO FILHO

O robô conversador é programado para ensinar uma habilidade a cada semana, o que inclui conceitos de amizade, bondade, empatia e respeito. Faz isso incentivando a criança a praticar atividades como desenho, exercícios de respiração e leitura. Uma parceria com a Enyclopedia Britannica e a Merriam-Webster possibilitou integrar um dicionário a sua tecnologia, o que o torna capaz de ensinar o significado de palavras e conceitos. Moxie vem com um aplicativo que permite aos pais acompanhar o desenvolvimento do filho por meio de suas atividades.

A Embodied diz que as crianças são incentivadas a compartilhar e aplicar o que aprenderam com amigos e família. “Por esse motivo dizemos que Moxie é um trampolim para a vida – as habilidades aprendidas com Moxie podem ter um real impacto sobre as relações da criança com outros”, afirma.

O site apresenta avaliações positivas de pais: “Meu filho adora Moxie e até diz a ele que o adora. Já está mostrando uma melhora emocional e está sempre animado a falar com Moxie”, diz Bobby M. Já a mãe de uma menina de 9 anos afirma que a filha está mais confiante e reflete mais “sobre suas ações e as dos outros”.

Um filme promocional mostra um casal entrando no quarto do filho, que está sentado a uma mesa, brincando sozinho. A mãe diz: “Tem alguém aqui que quer conhecer você.” Ela põe o robô sobre a mesa e este suspira. O menino sorri. O robô se apresenta: “Meu nome é Moxie. Sou um novo robô. Qual é o seu nome?”. Os dois emendam uma conversa em que o menino conta que um amigo não quer mais brincar com ele. O robô o incentiva a procurá-lo e perguntar o que o deixa feliz.