Quanto mais ativa a vida, maior o senso de propósito

Ter propósito na vida é mais fácil quando temos uma vida mais ativa, ou seja, quando realizamos atividades físicas com regularidade. E vice-versa. A relação entre uma coisa e outra foi atestada por um estudo realizado nas universidades de Harvard, nos Estados Unidos, e de Warwick, no Reino Unido, e publicado na Journal of Behavioral Medicine.

Os pesquisadores definiram “propósito na vida” como a capacidade de desenvolver metas e objetivos que dão sentido à vida. Durante nove anos, eles acompanharam 14 mil homens e mulheres com mais de 50 anos, analisando a reciprocidade da relação entre saúde e senso de propósito.

O estudo se propôs a responder em especial duas perguntas: 1) Será que indivíduos com maiores níveis de senso de propósito na vida experimentam mudanças mais positivas nos níveis de atividade física com o passar dos anos? 2) Será que indivíduos que realizam alguma atividade física experimentam mudanças mais positivas no senso de propósito na vida com o passar dos anos? A resposta foi sim para ambas as perguntas.

Ao comentar a pesquisa para a página Eu Atleta, do G1, o endocrinologista Ricardo Oliveira, também especializado em medicina do esporte, afirmou: “Estudos anteriores a este, que não acompanharam as pessoas ao longo do tempo (o que chamamos de estudos transversais), mostraram uma associação positiva entre senso de propósito e atividade física. Já este estudo conseguiu acompanhar um número robusto de pessoas ao longo do tempo (estudo longitudinal).”

 

OMS RECOMENDA NO MÍNIMO 150 MINUTOS DE EXERCÍCIOS POR SEMANA

Para Oliveira, a atividade física é uma das mais eficazes ferramentas terapêuticas, testada e aprovada em inúmeras doenças. Da forma como foi avaliada no estudo, leva a alterações neuro-hormonais que fazem uma pessoa se sentir melhor, mais relaxada e menos ansiosa, ou seja, promovendo bem-estar e senso de propósito. Em parte, isso se deve à liberação, no organismo humano, de endorfina, o chamado hormônio da felicidade.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que adultos pratiquem de 150 a trezentos minutos por semana de exercícios aeróbicos moderados, ou 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica vigorosa, ou ainda alguma combinação entre uma coisa e outra. São recomendados também exercícios de resistência e fortalecimento muscular pelo menos duas vezes por semana.

A profissional de educação física Barbara Pires lembrou ao Eu Atleta que estatísticas vêm indicando uma adesão insuficiente de muitas pessoas a atividades físicas, em especial adultos de meia-idade e idosos. Ela alertou para a importância de estratégias motivacionais que resultem em mudança de comportamento.

“O propósito surge de ter metas e objetivos que dão sentido e direção à vida”, disse Pires. “Psicólogos têm argumentado por muito tempo que o senso de propósito é uma vontade de viver e uma motivação para tomar decisões que prolongam a vida, como a própria prática da atividade física.” Citando um outro estudo, publicado na Psychological Inquiry, ela acrescentou: “Cuidar bem de si mesmo em termos de práticas de saúde diária pressupõe uma vida que vale a pena cuidar”.